VIBe SCALE

 

VIBe SCALE

Primeira escala validada por cirurgiões e aceita pelo FDA desenvolvida para avaliação consistente e confiável do grau do sangramento intraoperatório.

 

 
 

A VIBe Scale classifica o sangramento em 5 graus, o que permite que a equipe médica use uma linguagem uniforme, trabalhe com eficiência e segurança em sala cirúrgica.

Vibe PNG

 

A classificação da VIBe Scale é baseada na aparência visual em campo e correlacionada com a taxa de perda sanguínea e com o dano potencial ao tecido.

Grau 0: sem sangramento


Grau 0 – Representado por sangramentos clinicamente insignificantes, que não são dignos de nota. Não há sangramento relevante, com perda sanguínea menor que 1.0 ml/min.

Grau 1: leve

Grau 1 – Representado nesta abrasão capsular hepática.

É o sangramento incômodo. Mesmo secando a lesão, o sangramento volta em 1 a 2 minutos. Há uma “babação” generalizada com um aspecto de hemorragia capilar leve, com perda sanguínea de 1- 5ml/min.

Grau 2: moderado

Grau 2 – Representado nessa rotura vascular dos vasos descendentes marginais esquerdos.

É um distrator ao procedimento cirúrgico. O sangramento se recupera imediatamente após ser secado. Há um fluxo contínuo com uma aparência de sangramento moderado de pequenos vasos com fluxo de 5-10ml/min.

Grau 3: grave

Grau 3 – Representado nesta rotura de um plexo venoso durante laminectomia dorsal.

Incompatível com a progressão do procedimento cirúrgico, e precisa ser coibido para a retomada da cirurgia. Este tipo de sangramento retorna imediatamente após ser secado. Há um jorro controlável ou fluxo muito intenso, com a aparência de um sangramento venoso não central grave, com um fluxo de 10-50ml/min.

Grau 4: ameaçador à vida

Grau 4 – Descrito nesta lesão aórtica.

O sangramento grau 4 é catastrófico. Ele demanda atenção imediata das equipes cirúrgicas e de anestesia. Existe um jorro ou jato inacessível ou não identificável, com uma aparência de sangramento central ameaçador à vida, em um fluxo superior a 50ml/min.

VIBe SCALE

A VIBe Scale permite que se identifique o grau de sangramento de forma mais confiável, e desta forma poderia permitir apropriada seleção de produtos hemostáticos.

A primeira escala com este teor

Mais de 140 cirurgiões contribuíram para o desenvolvimento e validação da VIBe SCALE. É a primeira e única escala a cumprir todos os critérios do FDA para a avaliação de desfechos clínicos de sangramentos intraoperatórios.

Validado em várias especialidades

O uso da VIBe SCALE teve replicabilidade e reprodutibilidade excelente entre 102 cirurgiões de 11 especialidades cirúrgicas diferentes. Ela alcançou um coeficiente Kendall de correlação de 0,98 para concordância intraobservador e de 0,91 para concordância interobservador (um valor de 1,0 é considerado como perfeita concordância).

Aceito pelo FDA para ser utilizado em estudos clínicos

A VIBe SCALE cumpre os critérios do FDA para uma escala de reporte clínico: Seu conteúdo e construção válidos são claros, relevantes e úteis para os cirurgiões.

Acesse a publicação da VIBe SCALE

VIBe SCALE Paper
Desenvolvimento e validação de uma escala de gravidade de sangramento intraoperatório para uso em estudos clínicos de agentes hemostáticos.

A VIBe SCALE foi publicada na Surgery, revista cirúrgica líder que publica informações práticas e confiáveis sobre procedimentos, avanços clínicos e principais tendências.

Ao acessar o(s) link(s) abaixo, você será redirecionado para um site que não é o da Baxter. A Baxter não se responsabiliza pela política de privacidade, pelo conteúdo ou pela acurácia de qualquer site acessado por meio deste link. O link para outros sites não constitui um endosso por parte da Baxter ao site vinculado, seus produtos ou serviços. Restrições regulatórias e práticas médicas podem variar de um país para o outro, como resultado, as informações fornecidas no site para o qual você foi redirecionado podem não ser relevantes para o país em que você está residindo. Ao selecionar o(s) link(s) abaixo, você reconhece que leu, compreendeu e concordou com a declaração acima.
 

Referência: Lewis KM, Li Q, Jones DS, Corrales JD, Du H, Spiess PE, Lo Menzo E, DeAnda A Jr. Development and validation of an intraoperative bleeding severity scale for use in clinical studies of hemostatic agents. Surgery. 2017 Mar;161(3):771-781. doi: 10.1016/j.surg.2016.09.022. Epub 2016 Nov 10. PubMed PMID: 27839931.