Prêmio José Mendonça

premio-jose-mendoncaArtº 1º – O Prêmio “José de Mendonça” será distribuído anualmente entre os cirurgiões brasileiros, cujos trabalhos versem sobre assuntos de técnica cirúrgica.

Artº 2º – O Prêmio consta de uma medalha, tendo no reverso os dizeres: “Colégio Brasileiro de Cirurgiões – Prêmio “José de Mendonça” – Data”.

Único – Além da medalha, conferida exclusivamente ao autor, será conferido ao autor e, também aos co-autores, um diploma.

Artº 3º – Os trabalhos apresentados devem ser inéditos, sendo exigido o anonimato, podendo ser em colaboração.

Único – Ao entregar o trabalho, o concorrente apresentará, também, um envelope lacrado, cujo interior haverá sua identidade e, por fora, em caracteres bem legíveis, o pseudônimo e nome do Prêmio a que concorre.

Artº 4º – Haverá apenas um trabalho laureado, cabendo, se houver merecimento, menções honrosas aos demais trabalhos.

Artº 5º – O Presidente do C.B.C. organizará a Comissão Julgadora.

Único – Os trabalhos apresentados de Cirurgia Geral ou Especializada serão julgados por uma Comissão composta de 3 (três) Membros Titulares ou Eméritos do Núcleo Central do C.B.C., respectivamente de Cirurgia Geral ou das Seções Especializadas.

Artº 6º – As Comissões terão prazo de 21 dias para emitir seu(s) parecer(es) e entregar ao Presidente do C.B.C.

Artº 7º – Havendo necessidade de utilizar mais de uma Comissão, estas trabalharão separadamente e emitirão pareceres salientando o mérito do(s) trabalho(s), não podendo avançar no julgamento definitivo sobre a concessão do prêmio.

Artº 8º – Na hipótese do art 7º, o Presidente do C.B.C. convocará uma reunião conjunta de todas as Comissões, sob sua presidência, quando os pareceres serão lidos, e, por votação dos presentes, escolhido o laureado e as possíveis menções honrosas.

Artº 9º – De todas as reuniões serão lavradas atas, assinadas pelos presentes.

Artº 10º – Os trabalhos concorrentes ao Prêmio “José de Mendonça” devem ser apresentados datilografados ou impressos, com as suas páginas numeradas e rubricadas com o pseudônimo do autor que, no fim, assinará com o mesmo pseudônimo, e deverão ser entregues na Secretaria do C.B.C. até o dia 31 de maio de cada ano.

Artº 11º – O Prêmio “José de Mendonça”, será entregue na Sessão Solene Comemorativa do Aniversário do C.B.C.

PRÊMIO "JOSÉ DE MENDONÇA" – VENCEDORES
DATA
NOMES
UF
MONOGRAFIA COMISSÃO JULGADORA
1955
JORGE JOAQUIM DE CASTRO BARBOSA
RJ
OBSTRUÇÕES INTESTINAIS  
1957
ACBC WIGAND JOPPERT FILHO
RJ
LINFADINITE MESENTÉRICA TUBERCULOSA  
1964
TCBC DAVID ROSEMBERG, FERNANDO DE CAMARGO VIANA E JOÃO AUGUSTO DE EMELLO SARAIVA
SP
CALCULOSE RESIDUAL DO COLÉDOCO.  
1970
TCBC CLAUDIO RABELLO,ACBC TALITA FRANCO E PIERRE MARCEL LEON.
SP
O TRATAMENTO DAS SEQUELAS DE QUEIMADURAS  
1980
TCBC SERGIO DA FONSECA LESSA
RJ
   
1981
TCBC WALTER BERTALAZO
RJ
   
1982
TCBC CLAUDIO CARDOSO DE CASTRO
RJ
CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DAS PLÁSTICAS FACIAIS  
1984
TCBC ORLANDO MARQUES VIEIRA
RJ
GASTRITE ALCALINA DE REFLUXO -INFLUÊNCIA DA VAGOTOMIA  
1985
TCBC LUIZ GUILHERME BARROSO ROMANO
RJ
 ANÁLISE CRÍTICA DE SUBSTANCIAS DA PAREDE ABDOMINAL.  
1989
TCBC DILON PINHEIRO DE OLIVEIRA
RJ
IMPLANTE DE DURA MÁTER HETEROLOGO NO DUODENO – ESTUDO EXPERIMENTAL EM CÃES  
1990
ACBC LUIZ TARCISIO BRITO FILOMENO
SP
TRATAMENTO DAS ESTENOSES CICATRICIAIS DA TRAQUÉIA PELA RESSECÇÃO E ANASTOMOSE COM SUTURA POSTERIOR CONTÍNUA EVERSIVA TCBCs RONALDO REIS VIANNA SALLES, JOÃO DE DEUS E BRITO E ECBC GILSON MAURITY SANTOS 
1990
MENÇÃO HONROSA – TCBC HENRIQUE MURAD
RJ
TRATAMENTO CIRÚRGICO DA SÍNDROME DO DESFILADEIRO CÉRVICO-TORÁCICO POR RESSECÇÃO TRANSAXILAR DA PRIMEIRA COSTELA TCBCs RONALDO REIS VIANNA SALLES, JOÃO DE DEUS E BRITO E ECBC GILSON MAURITY SANTOS 
1992
ACBC CARLOS MURILO GUEDES DE  MELLO
RJ
USO DE MEMBRANA AMNIÓTICA HUMANA COMO ENXERTO BIOLÓGICO EM FERIDAS DO CÓLON DIREITO – ESTUDO EXPERIMENTAL EM RATOS TCBC FLÁVIO T. ROTHFUCHS, JOSÉ DE RIBAMAR SABÓIA DE AZEVEDO E MAURÍCIO MAGALHÃES COSTA
1992
MENÇÃO HONROSA – TCBC CARLOS ALBERTO DE ANDRADE COELHO
RJ
PANCREATOJEJUNOSTOMIA COM PROTEÇÃO SEROSA JEJUNAL TCBC FLÁVIO T. ROTHFUCHS, JOSÉ DE RIBAMAR SABÓIA DE AZEVEDO E MAURÍCIO MAGALHÃES COSTA
1993
TCBC ANDY PETROIANU
MG
CIRURGIA CONSERVADORA DO BAÇO ATRAVÉS DE ESPLENECTOMIA TOTAL TCBC IVAN MATHIAS, CELSO MARQUES PORTELA E FLAVIO T. ROTHFUCHS
1993
MENÇÃO HONROSA – TCBC ENIO PORTO
RJ
GASTRECTOMIA TOTAL. MODIFICAÇÃO TÉCNICA TCBC IVAN MATHIAS, CELSO MARQUES PORTELA E FLAVIO T. ROTHFUCHS
1994
TCBC ARY PIRES DE SOUZA
RJ
BLOQUEIO BILIAR INTRA-HEPÁTICO. OPÇÕES CIRÚRGICAS EM 50 CASOS TCBC ESPERIDIÃO JOSÉ DE M. COSTA, FERNANDO BARROSO FILHO E MIGUEL CHAVES FILHO
1995
TCBC HABERLANDH SODRÉ LIMA
RJ
DA APLICABILIDADE DO RETALHO JEJUNAL NO TRATAMENTO DAS FERIDAS DUODENAIS EXTENSAS. ESTUDO EXPERIMENTAL EM CÃES TCBC ERNANI ABOIM, JOSÉ AUGUSTO TAVARES DA SILVA E AGOSTINHO MANUEL DA S. ASCENÇÃO
1997
TCBC ANTONIO CARLOS R.G. IGLESIAS
RJ
ASPECTOS DO COMPORTAMENTO NUTRICIONAL E DA ADAPTAÇÃO INTESTINAL EM RATOS SUBMETIDOS À ENTERECTOMIA EXTERNA E SUPLEMENTAÇÃO DA DIETA ORAL COM GLUTAMINA.  
1998
PAULO CESAR RODRIGUES PALMA
SP
   
1999
TCBC ANTONIO CHINELLI
RJ
ALTERAÇÕES BIOLÓGICAS E VASCULARES DE CONTATO NO USO DAS TELAS DE POLIPROPILENO, DURAMÁTER, ÁCIDO POLIGALÁCTICO E POLITETRAFLUOROETILENO E. ESTUDO EXPERIMENTAL EM RATOS TCBC GERSON COTTA PEREIRA, ANADIL ROSELLI E FLAVIO T. ROTHFUCHS
2000
TCBC HENRIQUE MURAD
RJ
TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS DISSECÇÕES DA AORTA DESCENDENTE TCBC JOÃO DE DEUS E BRITO, ECBC WALTER LABANCA ARANTES E TCBC MARCIO LEAL DE MEIRELLES
2000
TCBC FRANCISCO PLÁCIDO SOUSA 
DF
ESOFAGOGASTROPLASTIAS POR TUBO GÁSTRICO REVERSO EM PATOLOGIAS BENIGNAS DO ESÔFAGO: AVALIAÇÃO FUNCIONAL A LONGO PRAZO TCBC ACCYOLI M. MAIA, CARLOS EDUARDO PINTO E ECBC FELICIO FALCI
2002
TCBC HENRIQUE MURAD
RJ
PLASTIA VALVAR MITRAL ECBC ALUIZIO RODRIGUES, ECBC DOMINGOS JUNQUEIRA DE MORAES E TCBC ORLANDO MARQUES VIEIRA
2004
ASCBC LUIZ RONALDO ALBERT
MG
AVALIAÇÃO MORFOFUNCIONAL DE REIPLANTE OU TRANSPLANTE HOMÓGENO ORTOTÓPICOS DE OVÁRIOS ÍNTEGROS E FATIADOS EM COELHO.