Programa de Capacitação em Cirurgia Geral

O Colégio Brasileiro de Cirurgiões entende que CAPACITAÇÃO é a transformação de um médico não experiente em um campo de atuação em um profissional independente e praticante, em virtude do aprendizado e aperfeiçoamento de habilidades e capacidades. A capacitação é exigente É física, emocional e intelectualmente, requer um esforço centrado e perene por parte daquele que se capacita. Define-se Cirurgião Geral como “o médico com os conhecimentos da patologia, diagnóstico e tratamento das enfermidades tratáveis por procedimentos cirúrgicos, mormente no que se concerne às urgências. Deve sua formação prepara-lo para a execução das intervenções básicas de todas as especialidades, de modo a poder eventualmente tratar doentes não transferíveis. Os limites de sua atuação, extensão e profundidade são ditados pela necessidade e recursos de sua comunidade e pelas suas aptidões vocacionais. Seu exercício é compatível com o treinamento e prática de outra especialidade cirúrgica. Ele é o médico que, conhecedor das bases fundamentais da Cirurgia, seja capaz de utilizá-las na execução de operações nos diversos órgãos e sistemas, incluindo os procedimentos básicos de outras especialidades cirúrgicas”. A educação em uma especialidade médica que capacite o indivíduo à prática independente é iminentemente experimental e deve obrigatoriamente ocorrer no contexto de um sistema de assistência à saúde. Desenvolver habilidades, conhecimento e atitudes que levem a proficiência em todos os campos de competências clínicas da Cirurgia Geral exigem que o médico em capacitação assuma responsabilidade pessoal pelo cuidado a pacientes.

TCBC Helio Machado Vieira Jr.

Presidente da Comissão Especial
Permanente de Capacitação em Cirurgia Geral